Conheça os principais problemas causados pela obesidade infantil

0

obesidade infantil

A obesidade infantil é uma condição que atinge centenas de crianças no Brasil por ano. Ela é identificada quando a criança apresenta peso muito acima do que é recomendado para sua idade e altura.

Quando não recebe a devida atenção, a situação pode se complicar bastante. Vários outros problemas de saúde são provenientes dessa doença e podem inclusive causar danos permanentes no organismo.

Se você ainda não sabe quais são eles, é hora de ler este artigo. Assim, você pode observar o desenvolvimento de seu filho bem de perto e procurar um especialista assim que notar qualquer irregularidade.  Confira!

Problemas respiratórios

Alguns dos problemas mais graves causados pela obesidade infantil são respiratórios. A asma, em especial, é uma das doenças que mais atinge crianças obesas com idade entre 5 e 8 anos de idade.

Devido ao sobrepeso e ao metabolismo lento, dificuldades para respirar começam a surgir gradualmente nesses pequenos. A partir disso, o organismo se fragiliza e fica mais suscetível a desenvolver esses problemas, que são agravados pela poluição do ambiente e pela exposição ao tabagismo em casa.

Distúrbios do sono

Crianças com obesidade infantil normalmente sentem muita dificuldade para dormir. Por isso, é comum que tenham que lidar com distúrbios do sono mais graves, que vão muito além de uma simples insônia.

obesidade infantil

O mais perigoso deles é a apneia do sono. Durante a noite, a criança pode ter sua respiração interrompida durante certos momentos, o que torna impossível ter um sono linear e profundo. Além disso, se não for tratada corretamente, a apneia pode resultar em insuficiência cardíaca.

Diabetes

A obesidade infantil também é responsável por aumentar a resistência à insulina em crianças. Com isso, as chances de que ela tenha diabetes tipo 2 aumenta bastante e ela passa também a metabolizar a glicose no sangue de maneira insatisfatória.

A diabetes, por sua vez, pode trazer outros problemas a mais para a vida do pequeno. Doenças oculares, problemas renais e danos no sistema nervoso são os mais comuns, e a depender da gravidade impedem que a criança leve uma vida normal e tenham que enfrentar tratamentos mais pesados.

Hipertensão e colesterol alto estão ligados a obesidade infantil

A hipertensão e o colesterol alto estão diretamente ligados à obesidade infantil. Eles são a porta de entrada para doenças cardiovasculares, uma vez que as placas de gordura nas artérias das crianças se acumulam e endurecem.

Como a circulação sanguínea fica afetada, a criança pode até mesmo ser ter lesões gravíssimas no coração, cérebro, rins e membros. Ainda que o quadro de obesidade não esteja em uma etapa avançada, se o sedentarismo infantil fizer parte da rotina da criança, ela corre os mesmos riscos.

Para evitar que a obesidade infantil seja a realidade de seu filho, lembre-se sempre de manter hábitos saudáveis no cotidiano da família, como a alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos. Além disso, é importante que ele faça exames e consultas regulares para verificar níveis de gordura e açúcar no corpo.

Você conhecia todos esses problemas causados pela condição? Como costuma preveni-la em sua casa? Comente e participe!

Comentários no Facebook