Álcool na adolescência: como lidar com o problema?

image1Os adolescentes estão consumindo bebida alcoólica cada vez mais cedo, e quanto mais cedo começam a consumir álcool, mais cedo podem desenvolver problemas por conta disso. O álcool na adolescência pode trazer inúmeros problemas ainda nesse período da vida e também levar muitos outros para a vida adulta.
Os adolescentes começam a beber com apenas 12 anos e meio. Começam com bebidas adocicadas, que se parecem com refrigerantes e depois, seguem para outras bebidas. O acesso à bebida alcoólica com menos de 18 anos está cada vez mais fácil e lidar com isso tornou-se um desafio.
Confira abaixo como os pais e outros adultos podem tratar melhor esse tipo de situação, evitando assim que o filho comece a beber antes da idade mínima e, em situações extremas, até se torne um dependente alcoólico no futuro.

O exemplo ensina

O cérebro da criança e do adolescente aprende pelo exemplo. Isso quer dizer que os pais precisam dar um exemplo em casa. Como? Evitando levar bebidas alcoólicas para dentro de casa ou fazer isso apenas em ocasiões especiais. Deixar um pequeno bar na sala com bebidas alcoólicas ao alcance de qualquer pessoa e de qualquer idade também não é aconselhável.

Esteja por perto

A adolescência é um momento em que muitos jovens querem sentir que pertencem a um grupo e acabam provando bebida alcoólica por várias influências. Quando os pais estão sempre por perto, não necessariamente fisicamente, mas quando os filhos sentem que podem conversar com os pais sobre qualquer assunto, a ideia ou vontade de começar a beber tem mais chances de ser compartilhada, então os pais poderão conversar e entender melhor quais os riscos e as consequências destes atos.

Não fale do álcool apenas como algo bom

O álcool, especialmente a cerveja, é sempre relacionado a momentos de alegria e prazer e quem não quer isso? Especialmente os adolescentes que sofrem com ansiedade e depressão enxergam no álcool uma forma de fugir dos sentimentos ruins e podem acabar até experimentando outras drogas.
É muito comum ver os adultos se gabando que consumiram grandes doses de bebida. É como uma competição na qual quem bebe mais é melhor e o adolescente vê dessa forma. Portanto, tenha cuidado quando fala sobre bebida.

As escolas também precisam passar informação

Muitos adolescentes formam grupos de amigos nas escolas e é a partir destes grupos que muitos começam a beber. Por isso, a escola tem um papel importante não só na prevenção como também no controle. Os professores precisam abordar este tema em sala de aula e dar espaço para que os alunos falem abertamente sobre a temática.
O álcool na adolescência é um assunto delicado na maioria dos lares brasileiros, mas não deve se transformar em um tabu. Afinal de contas, esse é um problema universal e que precisa de toda a atenção da família. 
Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas que estão enfrentando esse tipo de problema!
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *