Saúde renal: Alimentos vilões e amigos do rim

Os rins têm muito mais poder do que você imagina para manter a sua saúde. Conhecidos como os maiores filtros do corpo, eles têm a capacidade de regular a pressão arterial, filtrar o sangue, eliminar toxinas, controlar a quantidade de sal e de água do organismo, produzir hormônios que previnem a anemia e doenças ósseas, por exemplo. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, uma em cada dez pessoas sofre com alguma doença renal. Para ajudar a prevenir, você pode adotar medidas simples, começando pelo que você coloca no seu prato. 

Junk food não!

Carnes processadas (a exemplo de salsicha, linguiça e presunto), sucos em pó e biscoitos recheados são ricos em açúcar, sódio e misturas químicas que sobrecarregam os rins.    

  • Sódio: O consumo de sal está diretamente associado ao aumento da hipertensão arterial, que sobrecarrega o funcionamento dos rins. Ao reduzir o consumo de alimentos industrializados e de sódio, você pode prevenir a pressão alta e, de quebra, preservar os seus rins.
  • Açúcar: Presente em quase tudo, o açúcar pode levar à obesidade, ao desenvolvimento do diabetes e prejudicar o funcionamento dos vasos dos rins, do coração e do cérebro. Por isso, prefira o açúcar natural das frutas e evite o consumo de adoçantes artificiais (que podem sobrecarregar os rins).

Alimentação amiga

Uma alimentação amiga do rim recomenda a redução de fósforo e potássio para manter controlados os níveis de eletrólitos, fluidos e minerais. Muitos carboidratos são ricos nesses dois elementos. Por isso, evite: 

• Mel
• Bebidas alcoólicas
• Refrigerantes
• Produtos de pastelaria
• Pão branco
• Chocolate e cacau
• Compotas 
• Gordura saturada
• Molhos (de soja, barbecue, ketchup…)
• Alimentos em conserva

Aposte na alimentação natural 

Verduras e legumes estão na lista de alimentos que ajudam a preservar os rins. Além disso, a ingestão de líquidos (em especial, a água) colabora com a função renal. Para saber se você está ingerindo a quantidade ideal de líquidos, observe a coloração da sua urina. Se estiver escura, é sinal de que é preciso aumentar o consumo de água.

Diagnosticou alguma doença renal?

As orientações citadas até agora são para você prevenir problemas nos rins. Caso você já tenha o diagnóstico confirmado de alguma alteração nas suas funções renais, a sua dieta será novamente alterada. Por isso, consulte o seu nefrologista e um nutricionista para adequarem o seu cardápio.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe à vontade!

Cuidar de você. Esse é o plano. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *